public
Created

Quando “URL amigável” é fundamental

  • Download Gist
friendly-url.md
Markdown

Quando “URL amigável” é fundamental

Para quem não sabe o que é “URL amigável” (Friendly URL), vou tentar explicar resumidamente: trata-se de um conceito que diz que a URL deve conter de forma legível informações relevantes sobre a página da qual ela representa. Dessa forma, o usuário consegue saber do que se trata a página apenas ao visualizar o link, antes de clicar.

Exemplo:

http://rockclassico.com/artistas/van-halen

Veja que no exemplo é possível saber do que se trata a página apenas ao visualizar o link. Através do domínio é possível perceber que o site fala sobre Rock Clássico, o primeiro path mostra que leva à sessão artistas e, por último, posso ver que a página fala sobre o artista Van Halen.

Outros exemplos:

http://boasnovas.com/noticias/a-profissao-de-programador-esta-em-alta
http://saude.com/nutricao/alimentacao-saudavel/suco-de-acerola.html
http://coisasdecrianca.com/brinquedos/novidades/carrinho-da-hotwheels

Existem inúmeras vantagens em utilizar esta prática, que além de aumentar significativamente a quantidade de acessos do site, atrai maior confiança do usuário. Buscadores como o Google dão preferência para sites que contenham este padrão, portanto o site será melhor indexado. (Assunto do famoso SEO).

Agora veja este exemplo:

http://rockclassico.com/page/283756

Dessa forma ainda é possível saber do que se trata o site, pois o domínio permanece legível, porém não é possível saber do que se trata a página em si, pode ser qualquer assunto que não seja do interesse do usuário, o que automaticamente diminui as chances de acesso.

Mesmo assim é muito comum encontrarmos sites com URLs assim. Isso geralmente acontece quando a página é gerada dinamicamente, utilizando um número (como no exemplo) para identificar um registro específico no banco de dados. É mais funcional e prático desenvolver um sistema que utiliza este tipo de parâmetro na URL, fato que justifica o porquê de frameworks que buscam maior produtividade, como o Ruby on Rails, utilizarem esta prática por padrão.

Existem também soluções que buscam unir estas duas práticas, veja o exemplo:

http://rockclassico.com/artistas/2312/van-halen

Este link contém o número de identificação do registro e o nome do artista. Dessa forma o sistema encontrará o registro através do número, ao mesmo tempo que exibe de forma legível o tema da página na URL.

Minha opinião

De qualquer forma é mais prático desenvolver sem a preocupação da URL amigável, o que permite o uso mais fácil e produtivo do conceito RESTful, que é uma herança significativa para o Ruby on Rails. Mas o ideal seria que toda URL fosse amigável. O que quero dizer é que existem casos em que a utilização de URL amigável é simplesmente desnecessária. Faz total sentido o link de uma página pública ser legível, em que qualquer usuário possa acessar, pois o objetivo da mesma é justamente este. Porém, para sistemas web de acesso restrito, por exemplo, os links não são compartilhados publicamente e, muitas vezes, as URLs são exclusivas para um único usuário. Outro exemplo são os casos de registros criados e apagados com frequência. Estes casos específicos tratam-se de links instáveis, ou que geralmente não são salvos nem compartilhados publicamente.

O painel administrativo de um site, por exemplo, pode conter muito mais funcionalidades que as páginas públicas. Estas fucionalidades podem exigir ações que geram centenas de URLs diferentes, em que a prática de URL amigável pode se tornar um fator contra a produtividade. Portanto o uso de URLs amigáveis é fundamental, mas não em todos os casos. É preciso avaliar a necessidade e descobrir se vale a pena a preocupação.

Please sign in to comment on this gist.

Something went wrong with that request. Please try again.